A morte e a morte de Margaret Thatcher

Demorou!

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2013 | 02h08

Quem mais teria capacidade de deixar o pessoal do Pânico constrangido? Gerald Thomas voltou ao noticiário em grande estilo ao tentar enfiar a mão sob o microvestido da panicat Nicole Bahls durante entrevista ao programa da Band no lançamento do livro do diretor, Arranhando a Superfície! A performance fez lembrar o bom e velho comediante escondido sob aquela cabeleira ridícula!

Alerta verde

Atenção torcida do Palmeiras: tem um espertalhão nas imediações do Parque Antártica vendendo pacotes de viagem para assistir a final do Mundial de Clubes no Japão. É conto do vigário! A competição será disputada no Marrocos em 2013!

Essa é boa!

Num raro momento de descontração na presidência do STF, o ministro Joaquim Barbosa morreu de rir da notícia sobre a dor nas costas que impediu José Serra de encontrar Aécio Neves num evento político.

Sem goteiras

O brasileiro reagiu com tranquilidade na quarta-feira à notícia de que a inflação havia estourado o teto da meta. Contanto que não chova no fim de semana, tudo bem, né?

Mixaria

Os bens de Maluf bloqueados pela Justiça (R$ 519,7 milhões) não pagam a dívida do Flamengo (R$ 750,7 milhões)!

Excluída da lista de autoridades convidadas para o funeral de Margaret Thatcher na Catedral de St. Paul, Cristina Kirchner será muito bem-vinda na Trafalgar Square se resolver dar um pulinho a Londres na próxima quarta-feira.

Cenário das grandes manifestações populares no centro da capital inglesa, a praça está reservada no dia da cerimônia fúnebre oficial para servir de palco principal ao protesto dos que há uma semana festejam nas ruas a morte da ex-primeira-ministra. Coisa de gente capaz até de aplaudir a presidente da Argentina só para espezinhar a falecida!

Além de derrubar o tabu que santifica todo defunto polêmico, a morte da Dama de Ferro ressuscitou no Reino Unido o debate ideológico praticamente extinto pela inexpressividade de tantos Tonys, Gordons e Camerons que se sucederam à finada no poder!

Os britânicos voltaram, enfim, a se posicionar com entusiasmo contra ou a favor das ideias de alguém e, como sempre acontece nesses confrontos de paixões, a polícia já está de prontidão para conter os mais exaltados.

Promete ser um funeral tão animado quanto os jogos do campeonato inglês nos tempos dos hooligans!

Felicianofolia

A crescente animação dos protestos contra Marco Feliciano, ainda mais agora que as sessões da Comissão dos Direitos Humanos foram reabertas ao público, começa a atrair as atenções de todo mundo! O cantor porto-riquenho Ricky Martin, por exemplo, anunciou dia desses no Twitter que "gostaria de viver algum tempo no Brasil". O deputado, como se sabe, não o representa!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.