Capítulo 14

A melhor pizza de São Paulo

Confira boas pizzarias da nova geração, mas entenda que escolher uma pizza é uma escolha pessoal e emotiva

Daniel Fernandes, São Paulo

18 de abril de 2019 | 10h31


Olá, tudo bem com vocês?

Acho que alguns de vocês esperavam por uma coluna sobre bacalhau, sobre peixes, sobre Sexta-Feira Santa. Mas as meninas do Paladar já se encarregaram – muito bem, como sempre – do serviço. Aqui, você encontra muitas receitas para celebrar a data. São 15 ao todo e, imagino, todas deliciosas. Em dúvida sobre o que fazer neste feriado? Não mais, caro leitor.

O pessoal do Divirta-se, que jamais deixa vocês à toa pela metrópole desvairada, tem ótimas dicas que você confere aqui. E se o seu negócio é cinema, não deixe de acessar nossa página especial que apresenta a programação completa de exibições, inclusive de lançamentos.

Mas eu vou deixar isso tudo de lado para falar da melhor pizza de SP.

E se a gente tem o dia certo para tudo, inclusive o Dia da Pizza, para mim, pizza é todo dia, toda a hora. Inclusive no café da manhã. Vamos nessa, conhecer algumas pizzarias legais da nova geração para você colocar no seu roteiro. Antes de mais nada, vale conferir a eleição que o Paladar fez com as 10 melhores pizzas de São Paulo entre 2017 e 2018 – eu sei, faz um tempinho, mas ali tem muito do que é preciso saber sobre o tema. E também como sugestão, recentemente, fizemos uma ação em parceria com o Waze e identificamos outra leva de bons endereços para comer boas redondas. Duvido que você não vai se encontrar naquela lista.

Pizzaria Carlos Pizza

Um bom lugar para conhecer é a Carlos Pizza, que abriu filial nos Jardins. Patrícia Ferraz, editora do Paladar, foi lá conferir e nos conta que o local tem um belo terraço com mesas – nem parece a pizzaria da Vila Madalena que surgiu quatro anos atrás. Nos Jardins, as pizzas são as mesmas da unidade de Pinheiros. Ah, o novo endereço tem uma adega maior, então, é o caso de se preparar (como se fosse preciso) para um bom vinho.

Pizzaria Leggera

Aliás, uma das pizzarias da nova geração que merece a sua visita é a Leggera. Localizada em Perdizes, na Rua Diana, ao lado do estádio palmeirense. Pizza no estilo napolitana, com serviço eficiente, a casa que abriga o restaurante foi recentemente reformada – o que a modernizou e deixou o salão mais ‘trafegável’. É uma ótima pedida. Recentemente, eles celebraram cinco anos de vida com uma ação muito legal que você confere aqui.

Braz Elettrica

Outra pizzaria da nova geração é a Braz Elettrica. Depois de expandir seu território da Rua dos Pinheiros para os Jardins e Shopping Higienópolis, no meio do ano passado a Cia. Tradicional de Comércio, responsável pela marca, abrir uma unidade no Baixo Augusta. Na época do lançamento, fizemos uma matéria que explica detalhes da nova unidade.

A sua melhor pizza paulistana!

Mas se a pizza chegou ao Brasil por meio de São Paulo, entre os séculos 19 e 20, trazida pelos imigrantes do Sul da Itália, não dá para encerrar essa coluna deixando um pouco de lado os novatos competentes para falar que a melhor pizzaria de São Paulo é aquela que você acolheu.

Posso estar errado, mas ‘comer uma pizza’ é um programa sério para o paulistano e para quem acolheu São Paulo; não dá para errar na escolha da pizzaria do sábado à noite, por isso, tenho certeza que vocês leitores têm as suas próprias definições de melhor pizzaria da cidade.

A minha é uma que fica na Vila Ipojuca, na Zona Oeste. O salão é pequeno, acho que são quatorze, quinze mesas. Os donos estão no balcão sempre, o forno está sempre com lenha queimando e o acolhimento dos garçons só perde para a qualidade da pizza. E que pizza! Curiosamente, eles ficaram conhecidos no Paladar pela rotolina, outra especialidade da casa.

Foi lá que eu comemorei o aniversário de 70 anos do meu pai. E lá que irá a minha memória toda vez que eu lembrar de um bom lugar para comer uma pizza com quem a gente ama. Tenho certeza que todo mundo tem uma história parecida para contar,

E para você, caro leitor, qual é a melhor pizza de SP? Comente aí embaixo. Eu estou ansioso para saber!

 

Daniel Fernandes

Daniel Fernandes

Editor de Suplementos

Formado em jornalismo em 1998, trabalha no Estadão desde 2004. Adora descobrir coisas novas na cidade de São Paulo, mesmo que falte tempo para conhecer tudo ao mesmo tempo agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.