A medida pode frear a extorsão dos guardadores?

SimA criação de Zona Azul nessas áreas pode ajudar, à medida que vai regulamentar estacionamento e a pessoa terá condição de parar por meio do talão oficial da Prefeitura. E aí caberia à Companhia de Engenharia de Tráfego fazer a fiscalização e tirar o flanelinha dali. Há omissão por parte do poder público em relação a essa questão de cobrança de estacionamento na rua. A rua é espaço público e é obrigação da Prefeitura tirar o flanelinha dali. Mas também é caso de polícia, pois se trata de extorsão, tanto em relação ao preço abusivo quanto no fato de que deixa a pessoa com medo para que pague. A Polícia Militar tem no Código Penal todas as ferramentas de que precisa para combater essa prática.

O Estado de S.Paulo

23 Abril 2012 | 03h04

NãoA implantação de Zona Azul não ajuda a reduzir a presença de flanelinhas. É um problema de ordem pública e deve haver um entendimento entre a Prefeitura e a PM para resolvê-lo. A regulação de serviço de rua é da Prefeitura. Também é problema de polícia, porque eles constrangem com ameaça e cobram por um serviço que não cumprem. A polícia poderia começar a fazer um trabalho de identificação dessas pessoas nos dias de show, fotografando à distância. Depois, poderia começar a chamá-las para prestar esclarecimentos. Porque se elas não forem molestadas, vão continuar molestando outras pessoas. Tem lei proibindo até de falar por celular nos bancos, deveria ser criada uma proibindo guardar carros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.