''A maioria dos americanos não sabe de SP''

Thomas Kohnstamm, americano, autor de livro sobre guias de viagem

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2010 | 00h00

O americano Thomas Kohnstamm esteve várias vezes no Brasil. Em uma delas, ficou sete semanas para atualizar um guia de viagens sobre o País - destinado a estrangeiros. De volta a Seattle, apaixonou-se por uma chef de cozinha carioca. "Ela trabalha lá (em Seattle). Estou morando em minha cidade natal por causa de uma carioca."

A experiência como "autor de guia de viagens", relatada em um diário, rendeu o livro Autores de Guias de Viagem Vão Para o Inferno?, recém-lançado pela Panda Books.

Pouco conhecimento. "O Rio é muito mais famoso (nos Estados Unidos) por causa da praia, do carnaval... Mas a maioria dos americanos não sabe muito de São Paulo. Fala-se que é uma cidade grande e industrial."

Escolha do amigo. Thomas aprecia as oportunidades da metrópole. "Um dos meus melhores amigos morava na Cidade do México e teve a oportunidade de se mudar para Nova York, São Paulo ou Pequim, por causa do trabalho. Escolheu São Paulo e acaba de se mudar, porque acredita que tem mais futuro."

Café. "Especialmente com a herança italiana, tem um jeito de fazer café expresso bem gostoso. Sei que há cada vez mais Starbucks, mas o café tradicional de São Paulo é melhor."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.