A imponente mansão do casal Prado

TINHA ATÉ ABRIGO ANTIBOMBA

, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2010 | 00h00

O casarão neoclássico onde hoje funciona o Museu da Casa Brasileira foi, por 18 anos, residência do empresário, industrial e prefeito de São Paulo (entre 1935 e 1938) Fábio da Silva Prado (1887-1963) e sua mulher, Renata Crespi Prado (1897-1984).

A mansão, erguida nos anos 40 na então Rua Iguatemi - a atual Avenida Brigadeiro Faria Lima não passava de um velho caminho de boiadas, conforme atesta o livro Renata e Fábio Prado: A Casa e a Cidade - foi feita sob medida para satisfazer o ego do casal. A pedido de Renata, o arquiteto Wladimir Alves de Souza reproduziu ali as linhas do Palácio Imperial de Petrópolis e referências a vilas italianas.

Por exigência da legislação da época - para construções acima de 1,2 mil metros quadrados -, o subsolo era um abrigo antibombardeios.

Só São Paulo tem...

A capital dos negócios conta com 38 das 100 maiores empresas privadas de capital nacional

63% dos grupos internacionais instalados no Brasil

17 dos 20 maiores bancos

31 das 50 maiores seguradoras

8 das 10 maiores corretoras de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.