A dupla que quis ser presa

Dois homens são investigados por agredir suas mulheres, com o consentimento delas, para ser presos e levar drogas no estômago ao Presídio de Governador Valadares (MG). O desempregado Máximo Leandro, de 27 anos, foi preso no dia 16 após Kênia Cardoso, de 26, denunciar ter sido espancada por ele. No dia seguinte, Fabiano da Silva de Jesus, de 24 anos, também desempregado, foi detido em flagrante por lesão corporal após denúncia de Jhenny Batista, de 22. Ela tinha lesões na boca e na perna.

ALINE RESKALLA , ESPECIAL PARA O ESTADO , BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

23 Novembro 2011 | 03h05

Além da semelhança entre os dois casos, a Polícia Civil passou a desconfiar da dupla depois que a Polícia Federal descobriu que um condenado do regime semiaberto levava drogas para o presídio no estômago. Na sexta-feira, raio X confirmou a suspeita. Os dois tinham maconha no estômago e um deles havia engolido porção de crack. As duas mulheres também serão investigadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.