A 'D.R.' do Serra

Essa não!

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2012 | 03h05

Corre nas redes sociais uma campanha contra a mudança do nome da boa e velha "Paraolimpíada". "Paralimpíada é o cacete!" - defende o abaixo-assinado.

Se dirigir...

Rubinho Barrichello quer o lugar do afoito Romain Grosjean no GP da Itália de F1. O piloto brasileiro leva sobre o francês da Lotus, suspenso pelo acidente que provocou na largada do GP da Bélgica, a vantagem da direção defensiva.

Avant-première

Quem acompanhou ao vivo a gravação em estúdio das inserções de Marta Suplicy na propaganda de Fernando Haddad na TV ficou impressionado com o talento da senadora. Lembrava, por vezes, a Nina fingindo-se de amiga da Carminha!

Mal comparando

Adriano teve bons motivos para faltar ao treino de segunda-feira. Depois do que viu na goleada que o Flamengo tomou do Internacional no domingo, o Imperador ficou com a impressão de que fora de forma estão os outros.

Tratamento de choque

Em respeito ao item do regimento interno do STF que posiciona cada um dos ministros no tribunal, coube logo a Joaquim Barbosa a antiga cadeira do Peluso. Tomara que não lhe agrave o incômodo na lombar!

Triângulo amoroso

FHC vai esperar a poeira baixar para mandar flores para Dilma Rousseff. Meio para fazer as pazes com a presidente, meio para irritar o Lula!

Como todo ex-marido aparentemente sincero que tenta voltar pra casa dizendo que não será mais o companheiro ausente de outrora, José Serra vai ter de gastar ainda um bocado de saliva para convencer o eleitor!

Já prometeu, se merecer outra chance, ser fiel à cidade de São Paulo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias de seu mandato, mas, depois que Bill Clinton disse "eu nunca fiz sexo com aquela mulher", todo mundo desconfia da fidelidade de político sério.

O candidato tucano busca na própria experiência sustentabilidade para sua determinação de nunca mais abandonar o lar seduzido pelas urnas da vizinhança: "Não vou de novo porque já fui duas vezes!" Huuummm!!!

Se o passado condena, Serra pelo menos nunca saiu por aí apalpando umas e outras no carnaval da Gazeta!

É, enfim, o tipo de "D.R." política que vai se arrastar pela campanha até o dia da eleição, quando o paulistano decidirá, enfim, se aceita ou não o ex-prefeito de volta.

Uma suposta tatuagem com a inscrição "São Paulo, amor eterno" gravada no antebraço do candidato pode ser um trunfo guardado na manga comprida para os últimos dias de propaganda política na TV!

Será?

Tem

coisa pior

Não tem nada de mais no vídeo de Celso Russomanno fazendo fonfom nos seios de uma passista no tempo em que o candidato a prefeito de SP era repórter de baile de carnaval no Rio. O Otávio Mesquita fazia coisa muito pior no Gala Gay.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.