Capítulo 23

A cerveja nossa de cada dia

Vamos juntos nessa imersão sobre conteúdos que tratam sobre a paixão nacional

Daniel Fernandes, São Paulo

01 de agosto de 2019 | 16h46

Quando eu começava a entender o mundo, me chamava a atenção na televisão a publicidade sobre uma cerveja chamada Malt 90. Não sei se era boa ou ruim – diziam que era ruim-, mas lembro do meu pai dizendo em uma discussão de fim de semana sobre cerveja (quando a polarização política não havia acabado com a graça do almoço de domingo) que depois da terceira cerveja, qualquer uma ficava boa. 

Não é verdade, mas é preciso explicar que ele combatia certa arrogância embutida no discurso de certas pessoas sobre cerveja. Esse discurso, sim, presente até hoje.  Da década de 1980 para cá, porém, a conversa sobre cerveja, essa é a verdade, ganhou a cidade. E, com ela, surgiram muitas pequenas cervejarias, todas com qualidade muito boa, cervejarias que celebram a boa bebida e uma infinidade de opções, também, nos mercados. Se São Paulo é a terra da pizza, eu já não sei. Mas podemos até arriscar que a terra da garoa (que garoa?) se tornou a terra da cerveja.

É por isso que resolvi falar de cerveja esta semana, afinal, por essa importância toda, o dia 2 de agosto (Dia Internacional da Cerveja) é mais do que um bom motivo para visitar uma das sete cervejarias selecionadas pela equipe do Divirta-se. Na matéria, você encontra opções nos bairros da Pompeia, Vila Mariana, Vila Buarque... Minha opinião? Cada uma delas vale uma visita. Antes de sair de casa, porém, vale uma imersão pelas colunas da Heloisa Lupinacci. Colunista do Paladar, é ela a responsável por tocar semanalmente a ‘Só de birra’.

Uma das últimas dicas dela, aliás, é uma recomendação para você, caro leitor, trocar a boa e velha stout pela barley wine. Sabe do que se trata? Eu não sabia até ler a coluna dela – vale a visita até para saber os locais onde essas cervejas são vendidas. Por falar em Paladar, aliás, recentemente a equipe que mais entende do assunto em São Paulo fez uma matéria muito interessante mostrando que as cervejas – e os vinhos e destilados – podem também ser orgânicos.

Pelos bares da vida

E já que o assunto é cerveja, não poderia deixar de aproveitar a oportunidade para recomendar a você a leitura de matéria feita por Gilberto Amendola. O nosso colunista de drinques mostra como o tradicional bar Riviera chega aos 70 anos em clima de saudade. O local, na esquina da Paulista com a Consolação, reuniu jovens durante a ditadura militar e hoje tem novo público.

Pelos shows da vida

E na minha cabeça – não sei na de vocês – cerveja é uma das melhores companhias para um show, vale a pena conferir essa seleção do Divirta-se sobre dez shows que passam pela cidade de São Paulo durante o mês de agosto.

Até a semana que vem e saúde!!!!!!!!!!!!!

 

Daniel Fernandes

Daniel Fernandes

Editor de Suplementos

Formado em jornalismo em 1998, trabalha no Estadão desde 2004. Adora descobrir coisas novas na cidade de São Paulo, mesmo que falte tempo para conhecer tudo ao mesmo tempo agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.