A casa da família do ministro do governo Epitácio Pessoa

Dono do maior escritório de arquitetura de sua época, Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851-1928) assina grande parte do que se produziu de relevante na cidade nas primeiras décadas do século 20 - entre os projetos estão o Mercadão e o Teatro Municipal. Na Avenida Paulista, também não faltam exemplos de sua lavra - alguns já mostrados neste coluna.

EDISON VEIGA, RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2011 | 03h02

Erguido em 1911, o casarão da foto ao lado - cuja imagem foi reproduzida do livro Álbum Iconográfico da Avenida Paulista (Editora Ex Libris, 1987), escrito pelo arquiteto, historiador e professor da USP Benedito Lima de Toledo - foi residência do professor e político José Manuel de Azevedo Marques (1865-1943).

Azevedo Marques ficou conhecido por ter sido ministro das Relações Exteriores no governo Epitácio Pessoa, entre 1919 e 1922. No palacete, ele morava com a mulher, Ana Claudina Diniz Junqueira, com quem era casado desde 1890.

Conforme relata Adélia Diniz Junqueira Bastos no livro Lendas e Tradições da Família Junqueira - 1816-1966 (Editora Hucitec, 1980), Ana Claudina era filha mais nova do grande proprietário de terras Francisco Marcolino Diniz Junqueira - que, na época do casamento da caçula, já havia recebido sua parte da herança do pai recém-falecido e era dono de mais de 45 mil alqueires na região de Barretos.

Hoje, o endereço perto da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, entre as Ruas Padre Manoel da Nóbrega e Maria Figueiredo, é ocupado por um edifício comercial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.