90% dos presos têm baixa ou nenhuma qualificação

Dados do Sistema Integrado de Informações Penitenciárias (Infopen) revelam que quase 90% da massa carcerária brasileira tem baixa ou nenhuma instrução ou qualificação profissional, o que constitui uma grande barreira quando o tema é ressocialização.

O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2012 | 03h03

Quando ganham liberdade, mais de 70% voltam a delinquir. Apenas 1.945 presos têm curso superior completo - menos de 0,4% do total. Desses, só 579 têm curso de pós-graduação.

Cerca de 300 mil presos não têm nem sequer o ensino fundamental completo, dos quais mais de 85 mil são analfabetos ou semialfabetizados.

Estatísticas do Infopen revelam ainda que mais de 60% da população carcerária tem de 18 a 29 anos de idade e muitos entraram na vida do crime antes de completar maioridade. / V.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.