73 planos de saúde têm venda suspensa

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou ontem a suspensão da venda de 73 planos de saúde de 15 operadoras. Eles concentram queixas de consumidores como negativas de atendimento e reajustes abusivos. Entre as operadoras com planos suspensos estão a Odontoprev SA, que tem mais de 2 milhões de beneficiários, a Unimed Paulistana, com mais de 200 mil, e a Unimed Rio, com mais de 100 mil.

O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2015 | 02h01

Os planos cobrem mais de 3 milhões de usuários, que continuarão a ser atendidos. A medida proíbe apenas a comercialização para novos clientes. A suspensão vale a partir do próximo dia 20 e as empresas que negaram cobertura indevidamente podem receber multas no valor de R$ 80 mil a R$ 100 mil.

/ ROBERTA PENNAFORT

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.