7 bueiros têm 100% de chance de explodir

Para técnicos do Crea-RJ basta só uma fagulha para eles irem pelos ares; prefeito anuncia auditoria para fiscalizar redes

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

09 Julho 2011 | 00h00

Técnicos do Conselho Regional de Engenharia do Rio (Crea-RJ) constataram ontem haver 100% de risco de explosão em sete bueiros da Light no centro. Eles explodiriam com qualquer fagulha no interior das câmaras subterrâneas. O exame foi feito com um medidor para detectar gás em 21 bueiros.

A vistoria começou na Rua da Assembleia, que ficou cinco dias interditada após explosões subterrâneas em quatro bueiros, na segunda-feira. Na ocasião, duas pessoas ficaram levemente feridas e um carro foi danificado.

O prefeito Eduardo Paes (PMDB) convocou reunião para discutir a situação com a Light, a Companhia Estadual de Gás (CEG), o Ministério Público, o governo do Estado e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mas a agência não mandou representantes. Paes anunciou a contratação de uma auditoria independente para fiscalizar as redes.

Ele também informou que a CEG admitiu sua responsabilidade em relação ao vazamento que provocou a explosão de segunda-feira. Ele disse ter pressionado a empresa a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público. "É inaceitável que uma empresa se permita conviver com o risco de explodir a cidade e não se digne a procurar o MP", disse o promotor Rodrigo Terra. Representantes da Light e da CEG não deram entrevista após a reunião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.