65 anos de alegria pelas ruas do Bexiga

Os cerca de 30 foliões não tinham muita pretensão quando fundaram o Bloco Esfarrapado, em 17 de fevereiro de 1947. Na época, era só mais um entre vários na cidade. Hoje é o mais antigo de todos.

O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2012 | 03h00

Do grupo inicial, segundo o presidente do bloco, Rubens Machioni, de 62 anos, quatro continuam vivos e não abandonam o carnaval: Walter Taverna, de 78 anos, Oswaldo Vitorio Taverna, de 85, Francisco Baroni e Izidoro Luzzo.

O encontro entre os foliões foi na Rua Marques Leão, na porta da vila, ao lado da Padaria Beliza. O dono de restaurante Walter Taverna lembra bem daquele dia. Conhecido em São Paulo por ser organizador do famoso bolo do Bixiga, que na última edição atingiu 458 metros, Taverna conta que a ideia era levar alegria descompromissada ao Bexiga. "A essência era que todos se vestissem da forma que quisessem", lembra o primeiro vice-presidente do bloco. O presidente, conta Taverna, era Armando Puglisi, o Armandinho.

A principal característica do Esfarrapado é manter o espírito do carnaval familiar vivo. Avôs e netos brincam juntos nas ruas. Todos se conhecem, mas recebem com alegria novos foliões.

O Esfarrapado sai às ruas amanhã e o tema deste ano é Bexiga - Só Alegria. A trilha sonora são as marchinhas, algumas tocadas desde o primeiro carnaval. A concentração está marcada para as 10 horas na Rua Conselheiro Carrão. O trajeto inclui, entre outras vias, a 13 de Maio. / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.