55% dos faróis já foram atualizados

Em 2011, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) anunciou que mudaria o tempo do vermelho piscante nos semáforos para pedestres na cidade de São Paulo. A medida, que diminui o tempo do verde e amplia o do piscante, é para tornar a travessia mais segura.

O Estado de S.Paulo

21 Março 2013 | 02h02

A ideia é reforçar que o pedestre só deve iniciar a travessia quando o verde estiver ligado - depois disso, é possível terminar de atravessar sem pressa, pois o tempo é suficiente para chegar à outra calçada. Da forma como os semáforos funcionavam antes, o tempo da luz piscando era curto.

As mudanças começaram no primeiro semestre do ano passado e, segundo projeções iniciais, deveriam ter acabado ainda em 2012. A medida seria adotada em 2.343 cruzamentos semaforizados. Mas, até a última terça-feira, 55% dos cruzamentos (1.308) já haviam sido alterados. Quando todos os semáforos previstos estiverem atualizados, 81% de todos os que têm semáforos para pedestres terão sido reconfigurados.

Para o pedestre conseguir identificar onde já foi feita a mudança, adesivos de cor verde com um boneco branco no meio foram instalados nos faróis reorganizados. A CET informou ainda que os seus técnicos "estão realizando um raio X em todo sistema semafórico da cidade" para modernizá-los ou deixá-los melhor equipados. / CAIO DO VALLE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.