50 veículos quebram por hora em estradas de SP

Apenas nos 6,3 mil km de rodovias sob concessão no Estado de São Paulo, 1,2 mil veículos quebram por dia (50/h), conforme levantamento divulgado pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). Desses, 780 precisam ser guinchados. O número não inclui veículos apreendidos pela Polícia Militar Rodoviária por falta de documentação ou outras irregularidades. Em 2012, foram atendidos 442 mil casos de veículos com pane mecânica ou avariados, dos quais 282 mil tiveram de ser removidos com guincho.

José Maria Tomazela / Sorocaba, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2013 | 02h02

O número de veículos removidos nessas rodovias é seis vezes maior que a quantidade de carros e motos rebocados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na cidade de São Paulo. Em 2012, a CET guinchou 45.833 veículos por quebra, pane ou estacionamento irregular. As rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, que interligam as Regiões Metropolitanas de Campinas e São Paulo, lideram no uso de guincho, com 98,3 mil ocorrências no ano.

O serviço é solicitado pelo próprio usuário, usando o sistema de comunicação da rodovia, ou acionado pelos operadores que monitoram o trânsito pelas câmeras instaladas nas principais rodovias. Os inspetores de tráfego e policiais rodoviários também agem para dar atendimento e evitar interferência no trânsito.

No total, as concessionárias de rodovias paulistas prestaram 1,06 milhão de atendimentos aos usuários no ano passado - 1 a cada 30 segundos, segundo a Artesp. Desses, 56,4 mil foram atendimentos pré-hospitalares com o uso de ambulâncias das concessionárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.