4 PERGUNTAS PARA... Julio Cezar Durigan, reitor da Unesp

1. A Unesp foi a única estadual paulista a reservar vagas de inclusão. Qual importância disso? Assumimos as cotas ao garantir de fato o atendimento aos porcentuais. A Unesp assumiu seu lado social de universidade pública sustentada pela população.

O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2013 | 02h05

2.Por que decidiu pelo escalonamento de metas? Teremos um acréscimo nos gastos de permanência estudantil, uma vez que vamos mudar o perfil socioeconômico dos alunos. Queremos que ele venha e dar condições para que permaneça. Gastamos hoje R$ 35 milhões com o programa de permanência e esperamos apoio do governo.

3.A Unesp tem o maior porcentual de inclusão. Isso facilitou a escolha? Somos uma universidade descentralizada, que dá maior oportunidade para o aluno do interior. Temos no geral 42% de alunos de escola pública e porcentual alto de pretos, pardos e indígenas, mas a lógica é diferente em cada curso. Por isso teremos metas.

4. Qual expectativa em relação ao desempenho dos ingressantes por cotas?

Vamos acompanhar cada grupo e, se houver necessidade de reforço, vamos pensar o que fazer, mas as experiências que nos têm chegado é de que os alunos acompanham.

Mais conteúdo sobre:
unesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.