37 menores fogem da Fundação Casa de Santos após rebelião

Saída aconteceu na noite deste domingo; 9 jovens foram recapturados. Funcionários foram feridos sem gravidade

Zuleide de Barros, Especial para O Estado

12 Janeiro 2015 | 09h15

Atualizada às 20h28

SANTOS - Depois de uma rebelião na noite deste domingo, 11, 37 menores da Fundação Casa de Santos, no litoral paulista, fugiram da unidade, que fica localizada na área continental do município, nas proximidades da Rodovia Rio-Santos. De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, nove menores foram recapturados nesta segunda-feira, 12.

Vizinhos do estabelecimento, que fica localizado em Monte Cabrão, área continental de Santos, nas proximidades da Rodovia Rio-Santos, contam que passava das 21 horas, quando ouviram barulho de quebra-quebra no local. De acordo com informações da Polícia Militar, os jovens fugiram logo após uma rebelião no interior da unidade, no momento em que eram conduzidos aos seus dormitórios.

Dois funcionários foram rendidos. Eles chegaram a ser feridos, mas sem gravidade, ocasião em que os menores tiveram acesso às chaves da quadra, quebraram uma parede, subiram nos carros do estacionamento e conseguiram pular o muro, que é bastante alto. Dois barcos foram utilizados para a fuga empreendida pelo Canal de Bertioga. 

Os nove rapazes recapturados pela Polícia Militar foram encaminhados à delegacia-sede de Guarujá, antes de retornarem à fundação. Um deles foi levado pela própria mãe, preocupada com o estado de saúde do filho, que havia passado por uma cirurgia ortopédica recente.

Inaugurada em junho do ano passado, a Fundação Casa de Santos abriga 62 menores infratores, que é o limite de sua capacidade. Assustados, os vizinhos afirmam que é a terceira vez que os menores fogem daquela unidade, tirando o sossego da população.

A Corregedoria da Fundação instaurou inquérito para investigar a ocorrência e tem 90 dias para apurar o episódio.

Mais conteúdo sobre:
Fundação Casa Santos São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.