32ª subprefeitura de SP é criada em Sapopemba

Administração regional da zona leste vai cobrir 12,5 km2 de área com 284 mil habitantes; instalação, no entanto, será só em 2014

CAIO DO VALLE, TIAGO DANTAS, O Estado de S.Paulo

29 Maio 2013 | 02h08

Depois de mais de dez anos sem uma reorganização de território, a capital paulista ganhou ontem sua 32.ª subprefeitura. O prefeito Fernando Haddad (PT) publicou no Diário Oficial da Cidade um decreto que cria a Subprefeitura de Sapopemba, na zona leste. A estrutura para a nova administração regional, no entanto, só deve ser instalada no ano que vem, já que orçamento de 2013 não prevê esse gasto.

O novo território foi criado a partir do desmembramento da Subprefeitura de Vila Prudente, que além do distrito de Sapopemba é composto pelo da Vila Prudente e de São Lucas. Com 13,5 quilômetros quadrados, Sapopemba é a menor subprefeitura da cidade, mas, com 284.524 habitantes, é a que tem a maior densidade demográfica: 21.076 moradores por km².

Assim como as outras 31, a nova subprefeitura terá dotação orçamentária própria e autonomia para despesas operacionais, administrativas e de investimento, além de participação na elaboração da proposta orçamentária da Prefeitura.

Para a urbanista Ermínia Maricato, professora de pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), a medida é positiva, desde que não vire cabide de empregos com pessoas pouco qualificadas para os cargos.

Nos últimos anos, segundo Ermínia, São Paulo transferiu mais recursos às subprefeituras centrais. "As periféricas tiveram menos repasses do que as centrais. Essa lógica foi muito cruel."

Haddad ainda não nomeou um subprefeito para Sapopemba. Mas, tal como os outros, ele ou ela terá a função de fiscalizar, naquela região administrativa, o cumprimento de leis, portarias e regulamentos, além de propor a realização de concursos públicos, entre outras atribuições.

Elogios. Para o líder comunitário Laurindo Gonçalves, que mora na região de Sapopemba, a separação da Subprefeitura de Vila Prudente será benéfica. "Aqui, no fundão, só chegava a sobra dos recursos. Urbanização de favela, canalização de córrego, quase nada foi feito nos últimos anos."

Segundo ele, a comunidade da área batalhava havia cerca de duas décadas para a criação de uma administração local. Desde a criação das 31 subprefeituras, em agosto de 2002, na gestão da então prefeita Marta Suplicy (PT), a cidade não ganhava uma nova administração regional.

Reforma. No mesmo decreto, Haddad criou a Controladoria-Geral do Município e quatro secretarias: as de Promoção da Igualdade Racial, Relações Governamentais, Licenciamento e Políticas para as Mulheres.

Também foram reorganizadas a Coordenadoria de Inclusão Digital e as Secretarias Municipais de Serviços, Desenvolvimento Urbano, Habitação, Relações Internacionais e Federativas, Direitos Humanos e Cidadania.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.