3 PERGUNTAS PARA...Marisa Okamoto, mãe de um dos universitários detidos pela PM

1. Como a senhora soube que seu filho era um dos detidos pela PM? Soube da confusão pela internet mas, no início, não imaginava que meu filho estava envolvido. Ficamos preocupados porque ele não apareceu para o jantar nem atendia o celular. Só nos ligou quando estava na delegacia. Estamos assustados com tudo isso e com medo das possíveis consequências.

O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2011 | 03h03

2.O que a senhora acha que pode acontecer com ele? Tenho medo que meu filho possa sofrer algum processo administrativo e até perder a vaga que ele batalhou tanto para conseguir. Não sei por que as coisas tomaram essa dimensão. Ele e os amigos não pediram para as pessoas combaterem a polícia. Essa reação não foi provocada por eles.

3.O que o seu filho contou sobre a abordagem policial? A senhora sabia que ele fuma maconha? Parece que a abordagem foi normal, tranquila. Os meninos não foram ameaçados nem se machucaram. A gente desconfiava que ele fumava maconha, mas não é viciado. Faz todas as atividades, tem responsabilidade. Acho que é coisa de moleque, sabe? A gente não tem como vigiar os filhos 24 horas. / ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.