3 perguntas para...José Gomes, 61 anos, líder dos moradores do Córrego Zavuvus

1. Todas as famílias que vivem em área de risco muito alto já foram retiradas da região do córrego? Não. Cerca de 120 pessoas foram retiradas de suas casas até agora. E nem todas elas estavam morando em casas que apresentavam risco. Há outras casas, com paredes rachadas inclusive, que continuam de pé, com pessoas dentro. Algumas ficam bem perto do córrego. Essa retirada está acontecendo sem nenhum planejamento.

O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2011 | 03h01

2.Mas a ordem de retirada não foi definida pelo estudo do IPT? É o que a Prefeitura diz, mas o problema é que esse estudo foi feito a distância. Nem todas as casas foram visitadas pelos técnicos e, por isso, tem casa boa e de estrutura firme com data para ser derrubada. Isso sem falar no método de retirada, que é truculento e deixa as pessoas com medo de ficar.

3.O que você quer dizer por método truculento? Os moradores estão sendo ameaçados por funcionários da Prefeitura. Eles dizem que é para sair porque a casa vai ser derrubada e pronto. Não entregam documento que comprove esse risco muito alto nem que garanta que a família vai ser cadastrada no programa de habitação do Município, que vai receber indenização ou receberá algum tipo de auxílio para pagar aluguel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.