3 perguntas para

Carlos Camacho, DIRETOR DO SINDICATO NACIONAL DOS AERONAUTAS

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2011 | 00h00

1.Quais as chances de as caixas-pretas serem retiradas com a cauda?

Grandes. Um avião desse porte tem cerca de oito caixas-pretas distribuídas pela aeronave, e duas delas ficam na cauda. É difícil que tenham se soltado com a queda, porque ficam muito bem parafusadas, é algo muito hermético.

2. O conteúdo não pode estar ilegível depois de tanto tempo?

O tempo não significa que as informações serão perdidas. É difícil até que a salinização, por causa da água do mar, tenha prejudicado o conteúdo.

3. O que as caixas-pretas podem revelar?

Dados fundamentais, principalmente sobre o funcionamento do motor. Também as conversas entre pilotos, copilotos e comissários, informações de velocidade, altitude e aceleração antes e durante o acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.