3,7 milhões ficam sem água na Grande SP nesta terça

São Paulo, Embu, Taboão da Serra e Cotia serão afetados; metrô também fará obras em tubulações da Sabesp

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

18 Janeiro 2010 | 10h52

Cerca de 3,7 milhões moradores da Grande São Paulo ficarão sem água entre terça-feira, 19, e quarta-feira, 20, durante serviços de manutenção na Estação de Tratamento de Água Alto da Boa Vista. O abastecimento será retomado e regularizado gradualmente até sexta, 22.

 

De acordo com a Sabesp, os trabalhos afetarão moradores de alguns bairros das zonas sul e oeste da capital e também de Cotia, Embu e Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

 

A empresa recomenda que os moradores utilizem a água armazenada nas caixas com moderação durante a execução das obras. Em caso de emergência, a população pode entrar em contato com a companhia pelo telefone 195, que funciona 24 horas, gratuitamente.

 

Confira os bairros afetados:

 

São Paulo: Chácara Flora, Jardim São Luiz, Jardim Ângela, Interlagos, Grajaú, Brooklin, Campo Belo, Americanópolis, Morumbi, Pirajussara, Vila Sônia, Butantã, Raposo Tavares, Vila Olímpia e Vila Mariana;

 

Embu: Santo Eduardo e Vista Alegre;

 

Taboão da Serra: Jardim Record e centro;

 

Cotia: Granja Viana.

 

 

Metrô

 

Simultaneamente a estes serviços, a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) fará interligações em tubulações da Sabesp que passam no traçado da Linha 5 (Lilás), que está sendo ampliada.

 

A previsão é de que os trabalhos comecem às 21 horas de terça, 19, e sejam concluídos até as 14 horas do dia seguinte. O serviço vai exigir uma ocupação pontual em dois trechos de uma das faixas da Avenida Adolfo Pinheiro, em Santo Amaro.

 

Um dos trechos fica próximo ao SEBRAE e ao Teatro Paulo Eiró, na altura do número 720 da avenida, e o outro trecho está defronte à Rua Senador Flaquer, no Largo 13.

Mais conteúdo sobre:
Sabesp São Paulo água

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.