21 pessoas são condenadas por tráfico em micaretas no interior de SP

Grupo atuava também em países da Europa e no Peru; jovens de classe média faziam participavam

estadão.com.br,

26 de agosto de 2011 | 08h24

SÃO PAULO - A 4ª Vara Criminal de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, condenou 21 pessoas por associação ao tráfico de lança-perfume e de ecstasy em micareta realizada na cidade. A informação foi divulgada na quinta-feira pelo Ministério Público de São Paulo.

 

As investigações que levaram à condenação do grupo foram realizadas em 2003 pela Polícia Civil com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). A sentença condenou todos os réus a penas que variam entre 3 e 4 anos de reclusão.

 

A atuação da quadrilha foi descoberta após investigação que desmantelou o bando liderado por Israel Domingues de Oliveira, e pelo filho dele, Israel Dias de Oliveira, ambos condenados pelos crimes de tráfico e associação ao narcotráfico.

 

Descobriu-se ainda que o grupo criminoso atuava em países da Europa e no Peru. As investigações revelaram que a quadrilha aliciava pessoas para o transporte da droga, providenciando passaportes e pagando pelas viagens.

 

Alguns dos condenados engoliam cápsulas com os entorpecentes para poder transportar cocaína e ecstasy. A quadrilha também escondia as drogas em pranchas de surfe. Jovens de alto poder aquisitivo integravam o grupo criminoso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.