2010 teve 2.578 reclamações em juizados de Congonhas e Cumbica

Os juizados especiais nos dois maiores aeroportos do País, Congonhas e Cumbica, terminaram o ano de 2010 com 2.578 reclamações e 584 acordos. Os juizados funcionam como tribunais de pequenas causas. Com o quadro recente de atrasos e cancelamentos, a procura pelos juizados continuou neste início de ano. Nos três primeiros dias de janeiro, foram 31 reclamações nos dois terminais.

, O Estado de S.Paulo

06 Janeiro 2011 | 00h00

O maior número ocorreu em Congonhas, com 18 reclamações - houve acordo em dois casos.

No Aeroporto de Brasília, dos 201 atendimentos, dez passageiros aceitaram acordo informal e 62 audiências foram marcadas. O Juizado do Rio de Janeiro não divulgou informações.

Indenização. A médica Eliane Pisani, de 57 anos, e o marido, Jair, de 80, conseguiram na Justiça um ressarcimento. O casal viajava em setembro de São José do Rio Preto, interior paulista, para Pernambuco. A TAM mudou o horário do voo e na data estipulada seus nomes não constavam no voo. Só embarcaram depois de quatro horas de espera e tiveram de fazer quatro conexões antes de chegar ao destino. Na volta, abriram processo contra a companhia e, no fim do ano, ganharam.

A ação de Pisani foi de R$ 7 mil e do marido, por causa da idade, de cerca de R$ 20 mil. "Pelo menos não ficou em branco. É uma forma de ficarem mais atentos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.