Divulgação / Governo do Estado de SP
Divulgação / Governo do Estado de SP

20 mil PMs vão apoiar fiscalização em cidades do Estado de SP para evitar aglomerações no feriado

Operação contará com 7.200 viaturas, 11 helicópteros e oito drones; além dessas medidas, Estado não terá desfiles do 7 de Setembro por orientação do Centro de Contingência Contra a Covid-19

Paloma Cotes, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2020 | 13h36

Na tentativa de evitar aglomerações no feriado de 7 de setembro, o governador João Doria (PSDB) afirmou que 20 mil policiais militares vão dar apoio a municípios do Estado. O apoio acontecerá em cidades do litoral e de estâncias turísticas. A Operação Independência começa nesta sexta-feira, 4, e vai até o final da noite de segunda-feira, 7. Em Santos, a ação vai até terça-feira, dia 8, por causa do feriado municipal pela celebração de Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira do município. 

O objetivo, de acordo com o Estado, é dar apoio a ações nas cidades e também reforço de segurança nas estradas. Na operação, a PM usará 7.200 viaturas, 11 helicópteros e oito drones para monitoramento de pontos considerados estratégicos nas rodovias e também nas áreas urbanas.  

“Desde o início da pandemia, o trabalho da Segurança Pública foi potencializado. Neste feriado, estamos focados em apoiar e contribuir com os agentes municipais no combate e fiscalização à pandemia”, afirmou o secretário de Segurança Pública, general João Campos. “Estamos contribuindo para poupar vidas. A missão dos policiais é apoiar agentes municipais de saúde e segurança”, disse.

No litoral, segundo Campos, a PM fará patrulhamento ostensivo em áreas de orla ou que concentram quiosques, bares e restaurantes. Haverá uso de megafones para divulgação de mensagens de conscientização e prevenção ao coronavírus e também apoio a equipes locais de Vigilância Sanitária e Guarda Civil.

Mas Doria destacou que a responsabilidade pela fiscalização é dos municípios. "O objetivo é reforçar a segurança nas estradas e apoiar ações de prefeitos. A responsabilidade é de cada prefeito, mas eles terão esse apoio solicitado", disse o governador.

Em entrevista à rádio Eldorado nesta quinta-feira, 3, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que 30 municípios de São Paulo já tinham pedido reforço da PM para ajudar no combate às aglomerações durante o feriado. A Secretaria de Logística e Transporte vai atuar com ações de conscientização dos motoristas nas estradas estaduais. A Secretaria de Saúde disponibilizará 200 profissionais da Vigilância Sanitária para realização de orientações a cidadãos e estabelecimentos comerciais. 

Doria já havia demonstrado preocupação com aglomerações em praias do litoral paulista no último final de semana. E voltou a afirmar nesta sexta-feira que, apesar da melhora da pandemia no Estado, o momento não é para aglomerações. "Não temos nada a celebrar, não é momento para celebrações, aglomerações ou festas. Só poderemos ter isso após a imunização de todos os brasileiros com a vacina. Enquanto isso, temos de estar dedicados à preservação da vida e saúde. No Estado de São Paulo, o uso de máscara é lei e vale para todos", disse. 

E por orientação do Centro de Contigência contra a Covid-19 o Estado não terá desfiles ou celebrações de 7 de setembro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.