2 travestis morrem e 3 são feridos em bar de Curitiba

A Delegacia de Homicídios de Curitiba investiga a execução de dois travestis e ferimentos em outros três, por volta das 5h de ontem em um bar no centro. Dois homens chegaram ao bar de moto, um deles foi até a mesa onde estavam os travestis e atirou contra eles. Depois fugiram.

EVANDRO FADEL, O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2010 | 00h00

Testemunhas disseram que pode ter sido vingança porque há alguns dias travestis teriam apedrejado um carro na vizinhança depois de levarem um banho de cerveja, ou acerto de contas do tráfico de drogas.

O proprietário do Bar Gato Preto, Natal Santos, disse que os dois criminosos se identificaram como policiais, mas logo um deles mandou que os dois seguranças encostassem na parede e não olhassem para os lados. Apesar de os assassinos estarem com capacetes, a polícia solicitou imagens de câmeras na região para tentar identificá-los. Segundo o dono do bar, na hora dos tiros havia cerca de 80 pessoas no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.