2 PERGUNTAS PARA...Luiza Nagib Eluf

PROCURADORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE SÃO PAULO

, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2010 | 00h00

1. O assassinato da Eliza é um crime passional?

Não. Passional é quando o homem mata por ciúmes, rejeição ou inconformismo com o fim da relação. A semelhança dos casos está na arrogância e prepotência. Para quem ganha R$ 200 mil, o que é uma pensão de R$ 5 mil?

2. Como a senhora vê o fato de Eliza estar sendo responsabilizada pelo que aconteceu?

A Eliza não é a vilã. Ela é a vítima. Estão dizendo que ela era chata demais, que pegava demais no pé do Bruno. Isso é até compreensível porque quem engravida é a mulher. Homem que não quer ser pai tem de usar camisinha. Se não usar, que fique consciente de que a mulher pode engravidar e ele será fatalmente reconhecido como pai (pelo DNA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.