2 PERGUNTAS PARA...Jurandir Fernandes, secretário de Transportes Metropolitanos, à Estadão/ESPN

1. Por que não houve uma tentativa de se chegar a um acordo antes de prejudicar tanta gente? Houve tentativas, é claro. Procuramos afinar os ponteiros, mostrando aquilo o que é desequilibrado. É um desequilíbrio, por exemplo, quando se pede 15% de reajuste acima da inflação. Todo ano estamos dando a correção monetária e, além disso, no ano passado, demos 1,5% a mais, por produtividade.

O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2012 | 03h06

2 E por que não avançou?Nós avançamos ontem (anteontem), mas eles sequer ouviram. A impressão que nos deu é de que há uma disputa dentro do sindicato, de grupelhos. Nós estamos indignados com o que esse sindicato fez. Não se pode chantagear e sequestrar a população assim, por detalhes que poderiam ser discutidos fora de uma situação de greve.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.