2 perguntas para... Miguel de Vasconcelos,motorista do ônibus incendiado

1. Como foi o ataque?

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h01

Lembro da explosão, com chamas muito altas mesmo. Foi terrível. Quinze passageiros estavam no coletivo. Nunca vi algo parecido em 23 anos de profissão. Tive de saltar pela janela.

2. O que aconteceu com o seu colega, o cobrador Roberto Ribeiro Mendes, que teve queimaduras de terceiro grau em 30% do corpo?

Ele estava atrás da catraca e não conseguiu escapar. A camisa queimou no corpo dele. Pegou fogo na barriga, no peito, nos braços e no rosto. Tive de dar a notícia para a mulher dele. Ela ficou em estado de choque quando falei o que tinha acontecido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.