2 Perguntas Para...

Glauco Ferius, ex-piloto militar que ficou cego em uma colisão

, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2011 | 00h00

1. Como foi o acidente?

Um aluno estava pilotando e eu era o instrutor. Havíamos decolado havia dez minutos da Base Militar de Santa Cruz, no Rio, quando um urubu atravessou o para-brisa e bateu no meu rosto. O avião (um caça F-5) ficou aberto. O vento arrancou as capotas e o capacete do meu aluno, que fez pouso de emergência. Depois não lembro de mais nada. A pancada foi muito forte.

2.Como o senhor avalia a segurança em relação ao perigo aviário no Brasil?

Meus colegas falam de alguns aeroportos em grandes capitais onde você praticamente tem de pedir licença aos urubus para pousar. Regulamentação existe, mas, se não começar a ter punição severa para quem joga lixo perto de aeroportos, nada vai adiantar. Qualquer dia vai acontecer uma tragédia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.