2º hospital para pets abre hoje

O segundo hospital veterinário público para cães e gatos da cidade de São Paulo será aberto nesta quinta-feira, 2. O espaço fica na Parada Inglesa, na zona norte.

Artur Rodrigues, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2014 | 02h01

No prédio no número 3.194 da Avenida Ataliba Leonel, inicialmente serão distribuídas 15 senhas por dia. No outro hospital, na zona leste da cidade, são atendidos 30 novos casos diários.

A conta não inclui casos de retorno e de emergência. "Todos os animais em situação de emergência são tratados, após passar por triagem", explica o veterinário Fernando Ibanez, presidente da Anclivepa, entidade que gere os dois hospitais.

"No total, atendemos em média cem animais por dia, entre novos casos, retornos e urgências. Com o novo hospital, o número deve crescer para 200", afirma Ibanez.

O valor gasto pela Prefeitura com os dois hospitais em 2014 será de R$ 10 milhões - no ano passado, foi de R$ 7,2 milhões.

Ibanez afirma que as pessoas que procuram o hospital para tratar os animais de estimação costumam ser de baixa renda. "Elas não teriam condições de pagar pelo tratamento veterinário. Tanto é que a maioria dos animais em primeira consulta nunca tinham ido ao veterinário antes."

De acordo com ele, a localização do novo hospital é estratégica. "Nossa estimativa é que 30% dos casos atendidos na zona leste são de animais de pessoas da zona norte", afirma.

Estrutura. O espaço físico do novo hospital é maior do que o que já funciona na zona leste. Conforme a demanda dos dois hospitais, pode haver aumento das senhas na zona norte - o total de atendimentos novos na cidade, como está previsto em contrato com a Prefeitura da cidade, não passará de 45.

Ibanez admite que os dois hospitais não dão conta da demanda da cidade. Na zona leste, há quem espere 12h por uma senha. Para evitar que as pessoas passassem a noite na tentativa de conseguir atendimento aos animais de estimação, a Anclivepa passou a distribuir as senhas às 19h, não mais a partir das 7h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.