2º dia de chuva apaga 70 semáforos na capital

2º dia de chuva apaga 70 semáforos na capital

As chuvas de ontem à tarde colocaram a capital paulista em estado de atenção das 13h45 às 15h35. O Aeroporto de Congonhas fechou por meia hora. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou 22 pontos de alagamento - seis intransitáveis. Houve interrupções na rede de energia elétrica em diversos pontos da cidade e, em média, 70 semáforos apagados ou com problemas. No momento de pico, quase cem unidades apresentaram falhas - mais de 1% do total de 6 mil aparelhos existentes.

FÁBIO MAZZITELLI e RODRIGO BURGARELLI, O Estadao de S.Paulo

27 Março 2010 | 00h00

Foi o segundo dia consecutivo em que o funcionamento dos semáforos na capital ficou prejudicado de forma significativa. Anteontem, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 88 semáforos inoperantes.

"O problema se deve à falta de energia elétrica em algumas regiões ou a falhas técnicas casuais pelas chuvas. Quinze equipes de manutenção semafórica estão trabalhando", informou a CET.

Às 19 horas, quando ocorria uma manifestação de professores na Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, na zona sul, a CET contabilizou 188 km de congestionamento. Anteontem, no mesmo horário, foram 197 km de lentidão.

A região mais atingida foi a leste, onde choveu até quase 17 horas. A Avenida Aricanduva chegou a apresentar cinco pontos de alagamento intransitáveis no sentido Itaquera. Pessoas ficaram ilhadas e carros foram levados pela correnteza. Em bairros da zona sul, como o Itaim-Bibi, e no ABC Paulista choveu granizo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.