2ª Boteco Week terá menus especiais

São 22 casas que oferecem combinados de petiscos com bebidas por R$ 25

VALÉRIA FRANÇA, O Estado de S.Paulo

06 Março 2012 | 03h05

No ano passado, um grupo de sete bares se reuniu para oferecer uma programação nos moldes da Restaurant Week - evento cuja 10.ª edição começou ontem, com 250 lugares em São Paulo. Agora com 22 casas, a Boteco Week está de volta com combinados de porções e bebidas a R$ 25 - o serviço é cobrado à parte. E começa dia 17, um antes de a temporada de comilança acabar.

O início tímido da primeira edição, em 2011, pegou muito cliente de surpresa. "Eu estava na Casa da Sogra, bar que fica na Rua Augusta (na região central), quando o garçom me avisou que a casa estava participando do evento", diz a professora Raquel Alves, de 26 anos. "Não conhecia, mas achei ótimo. Paguei bem menos para comer e beber."

Mix de bar e balada, a Casa da Sogra continua na lista de participantes do evento. No térreo, funciona o bar; no subsolo, há uma pista de dança; no primeiro andar, uma sala com mesas de sinuca. A casa não cobra consumação e os combinados que entram na promoção são os mais alternativos - entre eles, a porção de 12 mini-hambúrgueres nos sabores frango, soja e carne.

Os descontos nos bares durante o evento chegam a até 40% no preço do cardápio. "E as porções não são reduzidas", diz Raquel, que está animada, porque neste ano um boteco ao lado de sua casa, o Caiubier, em Perdizes, zona oeste, também entrou para a lista de participantes. "Dá para beber e voltar a pé."

O Caiubier vai começar a temporada oferecendo três combinações. Destaque para uma porção de bolinho de batata, recheada com carne moída e pimenta biquinho (8 unidades), regada a cerveja Original (600 ml); e uma porção de pastel de feijoada (9 unidades) com caipirinha (de pinga ou vodca Smirnoff). "Eu vou lá só por causa da caipirinha de morango", afirma Raquel.

Drinques. No estilo bar descolado, o Caos, no chamado Baixo Augusta, região central, é outra atração. Mistura de loja de antiguidades com bar, foi aberto em junho de 2011, com uma fachada grafitada bem colorida. Tem 50 lugares e a programação musical vai de música latina a rock - variando de acordo com a noite.

Todos os combinados oferecidos durante a Boteco Week no Caos são acompanhados de duas mini-margaritas aromatizadas com limão siciliano, framboesa e bloody orange. Entre os petiscos, brusquetas e mini-hambúrgueres. Mas as porções são pequenas.

"O evento se repetiu porque deu certo", diz o organizador Tony Marcondes. "As casas tiveram um bom retorno de público, mas nem todas tinham a estrutura adequada para o evento." Foi o caso do charmoso Bar Higienópolis, na zona oeste, que tem cara mais de bistrô do que propriamente de boteco.

Estrutura. "Nossa casa é pequena. Tem apenas 30 lugares", começa explicando a gerente, Susana Ramos. "No ano passado, não estávamos preparados para uma promoção como essa. Os garçons precisam ser treinados para receber o público."

Na primeira edição da Boteco Week, a casa foi alvo de várias reclamações, principalmente de internautas. "Neste ano, o Bar Higienópolis não participa. A casa ainda não está preparada para esse tipo de promoção ou de outras parecidas."

Pensando nesse tipo de problema, Marcondes realizou neste ano uma reunião com os participantes para alertá-los. "Os garçons devem estar preparados porque quem vai a boteco bebe mais do que come. Além disso, a mesa começa a crescer ao longo da noite."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.