18 motoristas são multados por minuto na cidade

Balanço divulgado ontem mostra que excesso de velocidade liderou o ranking das autuações - em 2010, campeão foi desrespeito ao rodízio

PRISCILA TRINDADE, O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2011 | 03h04

São Paulo bateu neste ano a marca recorde de 18 multas de trânsito por minuto. Mais de um terço delas foi por desrespeito ao limite de velocidade. A capital registrou 7.898.329 multas de trânsito entre janeiro e outubro, conforme balanço divulgado ontem pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Ao longo de todo o ano passado, foram aplicadas 6.974.682 (13% menos).

Segundo a análise, o excesso de velocidade foi a principal infração registrada neste ano. Foram 2.783.794 multas por este motivo até outubro, ante 1.950.111 nos 12 meses do ano passado. Em 2010, a maior parte das multas aplicadas foi motivada por desrespeito ao rodízio, com 2.083.984 casos.

Fiscais. O monitoramento e a fiscalização em São Paulo são realizados por 2.400 agentes de trânsito nos principais corredores de tráfego.

A fiscalização também é realizada por 576 radares que estão aptos a fiscalizar rodízio, excesso de velocidade, avanço de semáforo, invasão à faixa exclusiva de ônibus, desrespeitos às Zonas de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e de Fretados (ZMRF) e parada sobre a faixa de pedestres. Também será feita a fiscalização de motos entre as faixas. Do total de multas aplicadas neste ano, 73% foram registradas por radares.

Todo o valor arrecadado com multas deve ser destinado ao Fundo Municipal de Desenvolvimento do Trânsito (FMDT). Os recursos são investidos em sinalização, treinamento dos agentes, programas de educação no trânsito, renovação da frota da CET, monitoramento e operação do trânsito, além de manutenção de semáforos e projetos de engenharia de tráfego, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.