14,7% dos hóspedes de hotéis são estrangeiros

Perfil padrão é de homem viajando sozinho a negócios. Permanência média é de três dias e gasto, de R$ 1,4 mil

O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2013 | 02h04

Uma pesquisa da São Paulo Turismo (SPTuris) mostra que 14,7% dos hóspedes de hotéis de São Paulo são estrangeiros. Entre as principais origens estão Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Espanha e França.

Os demais turistas vêm principalmente de outras cidades paulistas (27,3%), do Rio (17,1%) e de Minas Gerais (11,3%).

De acordo com o estudo, a maioria (66,3%) é de homem viajando sozinho (59,7%), que chega à cidade de avião (69,7%).

O tempo médio de estadia é de três dias. O gasto no período é de R$ 1,4 mil.

A viagem é de negócios para 57,3% e de eventos para 18,7%. Apenas 9,9% vêm à São Paulo só por entretenimento.

Entre os hóspedes em hostels, porém, a maioria (34,9%) escolhe São Paulo por lazer e 22,9% para participar de eventos. Eles também gastam menos do que os que ficam em hotéis convencionais: R$ 935, em média.

Capacitação. O presidente da SPTuris, Marcelo Rehder, afirma que neste ano deve começar a funcionar um projeto para capacitar agentes de viagem no interior, o Porta a Porta. Segundo ele, a ideia é que funcionários da SPTuris apresentem a esses profissionais as opções turísticas da cidade. /A.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.