11 travestis são soltos de cárcere privado

A Polícia Militar encontrou na noite de anteontem 11 travestis, com idade entre 17 e 27 anos, vivendo em cárcere privado e condições precárias em uma casa na Avenida Miruna, em Moema, zona sul da capital. Um dos moradores disse que eles eram obrigados a se prostituir. Conhecido como Scarlet, o maquiador Haroldo Cirilo, de 26 anos, seria o responsável pela casa e foi preso em flagrante. Cirilo nega a acusação.

O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2011 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.