Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

11 planos esquecidos saem do papel

Seção lançada há um ano mostrou 52 projetos do poder público que estavam parados; 35 seguem sem prazo e 6 foram abandonados

DIEGO ZANCHETTA, RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2012 | 03h08

Online.Há um ano, o Estado lançou a seção SP na Gaveta, publicada às terças-feiras no caderno Cidades. O objetivo era mostrar ao leitor a situação de projetos divulgados pelo governo do Estado e pela Prefeitura de São Paulo nos últimos anos e que ainda não haviam sido executados. Todas as áreas do poder público foram abordadas nesse período - de planos de arborização a novos hospitais na capital.

O leitor pôde observar na seção 52 projetos, apresentados muitas vezes com alarde pelas autoridades públicas, mas cujas obras não tinham previsão para o início. Desses, 35, ou 67,3% do total, seguem sem prazo para virar realidade, como a demolição do Minhocão.

Onze saíram do papel (21,1%), como a Lei dos Indicadores Sociais, um banco de dados que permite ao cidadão, desde o fim de abril, consultar no site do governo qual o tempo de espera por uma consulta nos postos de saúde, entre outros dados.

Outros seis planos mostrados na seção foram abandonados. É o caso do projeto para regularizar os flanelinhas. A seção vai continuar lembrando o governo sobre esse e outros projetos que seguem "na gaveta".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.