10 meses no MEC

Cesar Callegari chega à Prefeitura depois de uma passagem relâmpago, de dez meses, pelo Ministério da Educação (MEC). Ele assumiu o cargo em janeiro, com a demissão da educadora Maria do Pilar Lacerda pelo ministro Aloizio Mercadante, e saiu em novembro. Não teve, portanto, a chance de trabalhar com Haddad, que já planejava a campanha eleitoral em São Paulo. Oficialmente, Callegari justificou que não se adaptou à rotina de Brasília.

O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2012 | 02h05

Antes de chegar ao MEC, o sociólogo integrou o Conselho Nacional de Educação e atuou como secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia. Em São Paulo, com a bandeira da educação, foi eleito deputado estadual por duas vezes pelo PSB. Também foi diretor da Escola de Sociologia e Política de São Paulo e do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP). Em seu currículo, consta ainda o comando da Secretaria de Educação de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, e da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.