1º Mercado Municipal foi inaugurado em 1867

Sem supermercados, feiras livres ou sacolões, até o início do século 18 os paulistanos compravam diretamente do produtor - ou das quitandeiras, que vendiam de tudo nas praças e ruas da cidade. Em 1867, foi construído, perto do Rio Tamanduateí, o primeiro Mercado Municipal de São Paulo, na antiga Várzea do Carmo, na região central. O antigo mercado era formado por vendinhas em precárias condições higiênicas - e estéticas. Ficava perto da rede ferroviária por causa da distribuição ao litoral.

O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2013 | 02h01

Em 1924, com o desenvolvimento intenso da capital e os inúmeros pedidos dos comerciantes, foi aprovada a lei que autorizou a construção de um outro mercado municipal. As obras tiveram início em 1928.

O espaço foi aberto em 1933 na Rua da Cantareira. Mas apenas em 1939 passaram a circular na região, de difícil acesso, os primeiros bondes, em três linhas que serviam as vias próximas da Várzea do Carmo. Em seguida, surgiram os chamados "bondes cara de pau", usados só por comerciantes com suas mercadorias, e o Trenzinho da Cantareira, que abastecia o Mercadão já no pátio interno. / ROSE SACONI

História: Local que precedeu o atual Mercadão, de 1933, era formado por vendinhas na antiga Várzea do Carmo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.