1 em cada 3 casas ainda fica em rua sem asfalto

Estudo inédito feito pelo IBGE mostra o perfil das residências familiares no País

VINICIUS NEDER / RIO, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2012 | 03h05

Quase um terço das moradias das famílias brasileiras está em ruas não asfaltadas, enquanto um quarto de domicílios com água encanada não tem nenhum sistema de aquecimento, segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso significa que aproximadamente 59,3 milhões de pessoas moram em ruas sem asfalto e 43,7 milhões não têm água quente em casa, considerando-se a média de 3,3 habitantes por família, informada pelo IBGE. Foi a primeira vez que a POF, geralmente voltada para o estudo das despesas familiares, analisou informações sobre as características dos domicílios e entorno.

Além disso, 31,8% das moradias estão perto de "estradas com grande circulação de veículos", enquanto 10,6% estão próximas de rios, baías, lagos ou represas poluídos. Segundo o estudo, 7,2% dos domicílios não têm água encanada, mas a situação é desigual no País. Enquanto na Região Norte 23,7% dos domicílios não têm saneamento, no Sudeste, essa carência é de 1,1%.

As informações apontam também para os gastos com energia. No total de domicílios com água encanada, 75,3% têm alguma fonte de aquecimento - a energia elétrica aquece a água em 70,9% das moradias com água encanada.

Em São Paulo, a abrangência da eletricidade como fonte de aquecimento da água é bem superior à média nacional e está em 97,7% dos domicílios. Apenas 1,7% das moradias do Estado utiliza o gás como fonte de energia para aquecer a água.

"Na área rural, lenha e carvão aparecem com certo destaque como fonte de aquecimento", comentou José Mauro de Freitas Júnior, técnico da equipe da POF. No campo, "37,3% dos domicílios com água encanada não tinham aquecimento", diz o relatório da POF 2008-2009 divulgado ontem. Além disso, nas moradias localizadas nas zonas rurais, lenha a carvão é a segunda principal fonte de aquecimento, presente em 5,2% dos domicílios com água encanada.

Lixo. A POF também analisou o recolhimento do lixo, coletado diretamente em 80,7% das moradias - mas ainda queimado ou enterrado em 10,2% dos domicílios. Além disso, em 29,7% dos domicílios o lixo é separado em material biodegradável e reciclável, mas, nas moradias que separam os resíduos, apenas 40% o fazem para atender a coleta seletiva oficial. Ou seja, a maior parte do lixo separado pode não ter a reciclagem como destino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.