O lê lê lê ô

O lê lê lê ô

Angélica Arbex

21 de fevereiro de 2020 | 15h01

 

E não é que São Paulo virou o segundo destino mais procurado de carnaval do Brasil. Atrás apenas de Salvador.  Mas o mais incrível disso é que o que fez isso acontecer foi a real e genuína ocupação da cidade pelos discípulos de Momo.

A São Paulo do carnaval é a São Paulo dos bloquinhos, gratuitos. Blocos, bloquinhos e blocões fazem dessa cidade um reduto democrático, diverso, colorido e quem diria festivo! Túmulo do samba? Aqui não!

Não há um bairro que não tenha um bloco pra chamar de seu.  Pra quem ama e cuida da cidade vertical isso é motivo de orgulho e de alguns cuidados.

Ruas e avenidas inteiras bloqueadas. A prova de que o público  e o privado realmente se fundem na selva de pedra.

Se na frente do seu prédio vai passar um bloco, ou mais de um, com essas dicas você não se aperta:

  1. Não seja pego de surpresa

No site da CET você confere se haverá interdição na sua rua. Se você for folião, já sabe que só o elevador te separa da festa; se não dá pra programar os horários pra não se chatear.

      2. Muita gente sempre é um risco

Se você for síndico prepare os seus condôminos para o excesso de gente nas calçadas. Principalmente se o condomínio estiver na rota dos bloquinhos. Oriente os funcionários, reforce a segurança dos pontos de acesso, cuide do contexto. Quanto mais gente nas ruas, mais seguros todos estão, mas nestas datas especiais cuidado e reforço na segurança caem super bem.

      3. Faça a festa você  

Se você tem crianças e seu condomínio tem mais crianças ainda, organize o carnaval do condomínio. Vale chamar os vizinhos da rua, da sua quadra. É fácil num ambiente controlado organizar uma festa  animada em que todos podem se divertir. Dá pra fazer muita festa com os seus vizinhos, experimente!

      4.Casa vazia

E se mesmo com a São Paulo carnavalesca você decidir viajar esses dias, não esqueça dos cuidados básicos para deixar seu apê fechado: avisar a portaria, não deixar água limpa acumulada e sempre ter uma chave reserva com alguém na cidade para uma emergência.

Eu gosto mesmo de festa e estou achando esse movimento da cidade incrível. Muito a cara de uma cidade como a nossa. Uma cidade em que cabe o mundo todo.

Compartilhe o carnaval de rua, da rua ou da sua janela. São Paulo merece!

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: