Hoje tem

Hoje tem

Angélica Arbex

27 Junho 2018 | 10h54

Os condomínios são, em dia de jogo da Seleção na copa,  o segundo lugar mais visitado da cidade. Eles só estão  atrás de bares boêmios da Vila Madalena ou de Pinheiros que certamente estão com suas reservas esgotadas a essa altura. É só você, que está agora no escritório, no consultório, na loja trabalhando pensar onde você, seus colegas de trabalho, seus amigos, os amigos dos filhos, dos pais vão assistir ao jogo. É fácil descobrir que os apartamentos, com suas super varandas com churrasqueira, ou não, são destino certo de pelo menos metade de todos que irão se reunir no Brasil e Sérvia. É já já! Em casa, serão pelo menos 10 pessoas e a mesa do churrasco já está posta.

Lembro que há 4 anos estava preparando uma festa parecida, quando jornalistas de duas rádios ligaram para entrevistas ao vivo sobre como tratar a superlotação das portarias uma hora antes do jogo. Também era pauta o que fazer com vizinhos não ligados na Copa e que se sentiam incomodados com cornetas, gritos, pulos e tudo aquilo que vem junto com o apito inicial. Mal consegui conversar com as rádios, o barulho na minha casa, no meu prédio, na minha rua fazia parecer que estava todo mundo junto, que era todo mundo amigo e que dias como aquele fariam a gente lembrar, pra nunca esquecer, o que é ser brasileiro em copa do mundo.

Por isso, hoje no dia decisivo para o “nosso” futuro na copa, resolvi falar por aqui o que não consegui falar por lá… Os condomínios irão receber entre 13:00 e 15:00 hoje mais ou menos o triplo de visitantes que recebem em finais de semana. E todo mundo ansioso pra chegar logo, abraçar, esticar a bandeira, pegar a corneta, pintar o rosto. Seja você porteiro ou anfitrião, vale lembrar de planejar essa chegada. De um lado, organize a portaria, faça a checagem da segurança combinada, claro, não dá pra deixar passar, tem que ter calma e pedir calma! Do outro, não custa agora, enquanto você lê isso preparar uma lista com nome, rg e demais dados exigidos pelo prédio do grupo de amigos que vai torcer com você. Você não imagina como isso pode ajudar a organizar a coisa toda lá embaixo.

Agora se você é daquelas pessoas que não vê graça nisso, que não entende o porquê de tanta euforia e já está preparado pra pegar o interfone e começar a reclamar dos pulos, do barulho, da corneta ou de qualquer outra coisa, tudo certo, a gente entende. Morar em condomínio é o exercício de conviver e se a gente convivesse só com pessoas iguais o mundo seria realmente muito estranho. Mas pra você eu peço aqui um minuto de reflexão. Dias como hoje acontecem a cada 4 anos, se tudo der certo pra gente (e vai dar!) serão 8 jogos a cada 4 anos, será que vale a pena se estressar, se indignar, estragar o seu dia e o do seu vizinho porque você não concorda com a festa dele? As vezes sair de casa nesse dia, pegar um cinema (eles estarão abertos? acho que sim) ou fazer qualquer coisa que te dê prazer pode deixar o seu dia tão melhor. Já pensou nisso?

Eu não aguento de tanta ansiedade e só penso no grito de gol, nos abraços e na coisa toda que só a copa do mundo faz no coração da gente. A batalha de hoje, começa já já. Vai Brasil!