O Condomínio no combate à H1N1

O Condomínio no combate à H1N1

Angélica Arbex

28 de abril de 2016 | 14h18

Foto_gripe (1)

Uma boa vantagem da vida em condomínio é poder utilizar o conjunto de pessoas vivendo em um mesmo endereço para criar vantagens e conveniência.  Simples, reunindo interesses comuns viabiliza-se a aquisição de produtos, serviços, contratação de profissionais,  tudo a apenas um elevador de distância.

As operadoras de TV e as academias de ginástica já perceberam isso faz tempo e criaram produtos específicos para  este segmento. Agora com a escassez da vacina contra a gripe H1N1 abriu-se uma ótima oportunidade de utilizar o coletivo a favor das pessoas.  Os síndicos podem organizar um sistema de vacinação coletiva e ajudar e muito os seus condôminos. Confira passos simples para promover a vacinação em seu condomínio:

1) O síndico faz contato com as clínicas que estão oferecendo a vacina, combinando quantidades, preço e detalhes;

2) A partir de um questionário rápido (melhor se for online), o síndico identifica o interesse dos condôminos em aderir à vacinação coletiva. É importante que o comunicado tenha todas as condições: tipo de vacina, data e local da vacinação, preço e forma de pagamento;

3) Com o grupo interessado formado, o síndico faz a contratação. É importante preservar, conforme determina a vigilância sanitária, as condições para que a vacina seja condicionada de maneira eficaz;

4) Uma boa dica é aproveitar esta data para oferecer a vacina para os funcionários dos condomínios. Esta não é uma despesa alta e é uma forma de valorizar e cuidar da equipe que convive com a comunidade.

Agora que  a vacinação já começou em escala na rede pública, aumentaram  as chances das clínicas terem estoque disponível.

Abaixo algumas clínicas com estoque  da vacina contra a gripe H1N1 em 29/04/16. A condição de vacinação em domicílio precisa ser confirmada direto nas clínicas:

Vaciclin – http://www.vaciclin.com.br/

Imune – http://www.excelenciaemvacinacao.com.br/

Santa Joana – http://vacinasantajoana.com.br/

Os  condomínios que já aderiram a esta modalidade e quiserem compartilhar as  dicas, podem fazer isso comentando este post, assim como as clínicas que  estão oferecendo o serviço.