Tietê volta a transbordar e trava o trânsito na Marginal

Estadão

28 Fevereiro 2011 | 15h10

A chuva que voltou a castigar São Paulo na tarde desta segunda-feira, 28, causou o transbordamento dos rios Tietê e Aricanduva. Na cidade de Santo André, no ABC paulista, o temporal fez o rio Tamanduateí transbordar.

Veja também:

linkChuvas deixam semáforos desligados

linkAcompanhe também a situação do trânsito

Com o transbordamento do Tietê, a marginal tinha as duas faixas, na via expressa, interditadas, no sentido Ayrton Senna, próximo à Ponte Tatuapé. Às 18h30, a via acumulava 13 quilômetros de congestionamento. O rodízio de veículos foi suspenso.

O transbordamento do Tamanduateí, por volta das 17h30, também fechava a Avenida do Estado, segundo a Defesa Civil Municipal. O mau tempo deixa parte da cidade em estado de atenção desde as 14h35. Às 20h45, a capital tinha 19 pontos de alagamento ativos. Parte da zona leste seguia em alerta.

Só na Vila Galvão, em Guarulhos, foi registrado 104,0mm de chuva nesta tarde. A foz do Aricanduva contou 91,3mm e o Belenzinho, 62,6mm, ambos localizados na zona leste da capital. A média histórica esperada para o mês de fevereiro em toda a cidade é de 217mm de precipitações.

Transportes. O Aeroporto de Congonhas ficou fechado em razão das chuvas entre 16h47 e 17h03 para pousos e decolagens. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que, às 17h20, o aeroporto operava por instrumentos.

O Metrô também foi afetado. As Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás operavam com restrição de velocidade no início da noite – segundo a companhia, por medida de segurança.

A circulação dos trens da Linha 10-Turquesa da CPTM, entre as estações Prefeito Saladino e Mauá, foi interrompida, informou a companhia.

Ocorrências. O Corpo de Bombeiros atendeu, até as 19h, aproximadamente 125 ocorrências na Grande São Paulo. Os atendimentos se dividiam, em sua maioria, entre pessoas ilhadas em veículos e residências.

Segundo os Bombeiros, a maioria das ocorrências estavam localizadas nas zonas leste, oeste e norte, além das cidades de Guarulhos e Mogi das Cruzes. Ainda não há informações sobre o número de feridos em consequência das chuvas.

De acordo com a previsão do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), as chuvas devem diminuir gradativamente no decorrer da noite.

Texto atualizado às 20h.