O caos em SP, hora a hora

Estadão

11 Janeiro 2011 | 20h15

19h07 – Tempo abafado durante todo o dia provoca chuva fraca em alguns pontos de São Paulo

20h40 – Chuva perde força em determinados pontos da capital e nuvens carregadas se movem para outras regiões

21h43 – Áreas de instabilidade do interior chegam pelas zonas norte e leste e encontram frente fria vinda do litoral. Regiões entram em estado de atenção. Chuva ganha intensidade

22h00 – Começa a chover na região de São José dos Campos e Jacareí, no Vale do Paraíba, e em Guarulhos, na região metropolitana

22h10 – Chuva forte atinge toda a capital, que entra em estado de atenção, e parte da Grande São Paulo. Alguns pontos da cidade, principalmente na zona norte, têm alagamentos

22h30 – Temporal ganha força também em Mauá, onde ruas ficam alagadas

22h40 – CGE coloca Freguesia do Ó e Casa Verde em estado de alerta por causa do transbordamento do córrego Cabuçu de Baixo no Guaraú. Quantidade de alagamentos aumenta

23h10 – Níveis de chuva em alguns medidores das zonas norte, leste e centro ultrapassam os 50mm. Precipitação continua intensa e alguns pontos da cidade ficam sem energia, semáforos de cruzamentos apagam

23h30 – Deslizamento em Rio Comprido, São José dos Campos, atinge uma casa que desmorona sobre mais duas. Sete pessoas ficam soterradas. Nível do riacho na divisa de Jacareí começa a subir

23h50 – Regiões do Butantã e M’Boi Mirim, na capital, também entram em estado de alerta. Córregos Morro do S e Jaguaré também transbordam. Nível de chuva na zona norte ultrapassa os 70mm. Em Guarulhos, na Grande São Paulo, vias ficam alagadas e muro desaba em empresa. Não há feridos

00h10 – Distritos da Penha e Lapa entram em alerta por causa do transbordamento dos córregos Dutra e Limão. Em Mauá, deslizamentos de terra atingem imóveis em dois bairros; três pessoas morrem

00h40 – Rio Tietê também transborda em pelo menos três pontos. Butantã deixa o estado de alerta, após nível do córrego voltar à margem. Em Embu, na Grande São Paulo, ruas ficam alagadas e área de encosta desaba. Aposentado morre e adolescente fica ferido


01h10 – Rio Pinheiros ultrapassa o nível normal e novos pontos do Tietê transbordam. Subprefeitura da Sé entra em alerta. Número de alagamentos chega perto dos 70, dos quais quase 40 estão intransitáveis

01h30 – Túneis Max Feffer (Cidade Jardim), Fernando Vieira de Mello (Pinheiros) e Anhangabaú (Centro) são fechados por causa de alagamentos. Em São José dos Campos, agentes dos bombeiros de Defesa Civil trabalham no resgate de vítimas

02h00 – Morador de rua é arrastado por enxurrada no centro de São Paulo e se fere ao bater num carro. Morre após ser levado para hospital. Em São José dos Campos, duas adolescentes feridas são resgatas e socorridas

3h15 – No Jaçanã, um desmoronamento soterrou casa onde estavam uma criança e uma senhora. Bombeiros encontram ambas mortas. Chuva continua

04h40 – Continua em estado de atenção apenas a zona norte; só região do Rio Tietê segue em estado de alerta. Níveis de chuva variam entre 80mm e 120mm nas zonas norte e leste

05h00 – Linha 7-Rubi da CPTM alaga entre as estações Caieiras e Franco da Rocha. Funcionamento do trem funciona da Luz a Caieiras e de Franco da Rocha a Jundiaí. No trecho inundado, Paese faz o transporte de passageiros de ônibus.

05h25 – No interior, cidades de Atibaia, Várzea Paulista, Jacareí e Jundiaí também são afetadas. Níveis de rios sobem e ruas ficam alagadas

06h00 – Pista do Aeroporto do Campo de Marte é invadido pela água e pousos e decolagens são suspensos. Mau tempo faz aeroportos de Cumbica e Congonhas operarem por instrumentos

07h00 – Prefeitura de São Paulo suspende rodízios de veículos e caminhões. Com pistas fechadas por causa de alagamentos, Marginal do Tietê tem filas de congestionamento

07h20 – Falha no Metrô provoca lentidão na Linha 3-Vermelha e afeta moradores da zona leste. Estação Corinthians-Itaquera tem acesso restringido e filas e plataformas ficam lotadas

08h00 – Trânsito fica ruim na capital e CET recomenda que população evite a Marginal do Tietê. Ceagesp inunda e mercadão não abre


08h40 – Nebulosidade começa a diminuir e frente fria começa a se deslocar para a região fluminense. Buscas por vítimas em São José dos Campos continuam

09h30 – Nível do Rio Tietê volta ao normal e estado de alerta é retirado. Com diminuição da chuva, zona norte também deixa o estado de atenção. Alguns pontos de alagamento ainda persistem; foram registrados ao menos 125

10h00 – Maior parte dos alagamentos começa a baixar e sujeira começa a ficar mais evidente nas ruas de São Paulo. Barracão da escola de samba Pérola Negra foi invadido pela água; alegorias estragam

11h00 – Em duas horas choveu o equivalente a três dias em São José dos Campos


11h45 – Chuva acumulada em 11 dias equivale a 93% do esperado para o mês de janeiro, segundo o CGE.

12h10 – Dois corpos são resgatados dos escombros e lama que restaram do deslizamento em São José dos Campos

12h30 – Prefeito de São Paulo diz que cada vez chove mais na cidade e que piscinões fizeram seu trabalho

13h10 – Últimas três vítimas são resgatadas em São José dos Campos. Cerca de 40 famílias foram removidas de suas casas e atendidas pela prefeitura. Em São Paulo, população começa a contabilizar os estragos; até o Jardim Pantanal voltou a ficar debaixo d’água

14h00 – O Corpo de Bombeiros resgatou ao menos 176 vítimas com vida de ocorrências ligadas a chuva, como desabamentos, alagamentos, queda de árvores e desmoronamentos

Ítalo Reis, do estadão.com.br