O primeiro registro de enchente em São Paulo

Estadão

22 de setembro de 2010 | 12h38

O primeiro registro fotográfico de uma enchente na cidade de São Paulo data de 1862 e foi feito pelo carioca Militão Augusto de Azevedo. Marcada pela simplicidade rural, a imagem retrata o antigo Caminho do Brás que, na época, era cortado pela Ponte do Carmo, Ponte do Meio e Ponte do Ferrão, terminando na Ladeira do Carmo.

Foto: Militão Augusto de Azevedo/Divulgação

Toda essa região sofria com os alagamentos sempre que chuvas mais fortes enchiam o rio Tamanduateí, ao fundo, e este não tinha para onde escoar. Muito anos depois, tanto o caminho quanto a ladeira se tornariam a Avenida Rangel Pestana.

Curiosidade histórica: Quarenta anos antes, em 25 de agosto de 1822, o Príncipe Regente D. Pedro fez sua entrada solene na cidade de São Paulo pelo Caminho do Brás. Felizmente, ele não presenciou nenhuma inundação e, treze dias depois, declarou a Independência do Brasil.

Para saber mais: Mostra ‘Inundações em São Paulo’, no espaço expositivo da Galeria Olido. Avenida São João, 473, 1º andar. De terça a domingo, das 13h às 20h. Até 3/10. Grátis.

Wanise Martinez