Chuva da madrugada provoca desabamentos, queda de árvores e alagamentos

Estadão

13 Dezembro 2010 | 10h10

Alagamento na madrugada próximo ao Mercado Municipal

SÃO PAULO – A forte chuva que caiu entre a noite de domingo e madrugada desta segunda-feira, 13, ainda causava transtorno para os paulistanos nesta manhã. Queda de árvores e pontos de alagamento prejudicavam o trânsito, apesar de a chuva ter diminuído por volta das 2h. A cidade ficou em estado de atenção por aproximadamente três horas, a partir das 23h45.

Veja também:

Blog do Trânsito – Situação complicada para o motorista

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou ao menos 11 pontos de alagamento. Por volta das 9h50, dois deles ainda continuavam ativos, mas eram transitáveis: um no complexo viário João Jorge Saad (Ibirapuera), na altura da Rua Franca, e outro na Marginal do Tietê, próximo à Ponte Jânio Quadros.

A queda de uma árvore bloqueava parte da Avenida Pompeia, na zona oeste, junto à Rua Tavares Bastos. O incidente ocorreu por volta da 1h15, no sentido marginal da via, que segue fechada. Ao menos oito linhas de ônibus foram alteradas por causa do bloqueio (veja quais foram).

Um Fiat Pálio foi atingido pelo tronco, enfeitado com luzes natalinas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros e a Eletropaulo foram acionados. O incidente foi causado pela chuva e o forte vento do final da madrugada. Outras três quedas de árvore foram registradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET): na Rua Júlio Colaço, na Praça Santa Edwiges e na Avenida General Edgar Facó.

Desabamentos. Tanto na capital quanto em Itapevi, na Grande São Paulo, os bombeiros registraram alguns desabamentos, mas em nenhum deles houve vítimas graves.

No centro da capital, o forro de um dos cômodos de um cortiço veio abaixo na Rua Benjamin Constant. Um homem ficou ferido e foi levado para o pronto-socorro Vergueiro. A mulher dele e o filho, de 2 anos, sofreram apenas escoriações.

Na zona norte, um muro de arrimo e o contrapiso de uma casa cederam, causando abalo de uma das colunas de uma casa da Rua Ricardo Franco, na Vila São Roque, região do Imirim.

Já em Itapevi, uma casa desabou e duas pessoas – uma mulher e um jovem – ficaram feridos na Rua Marajó. Ambos foram levados ao pronto-socorro e passam bem. No Jardim Santo Antônio, outro desabamento ocorreu. O muro e o telhado de um estabelecimento cederam na Rua São Judas Tadeu. Não houve feridos.

Previsão. Segundo o CGE, áreas de instabilidades, associadas ao calor, causaram chuva moderada e forte na região metropolitana. Neste início de semana, a propagação de uma frente fria pelo oceano mudou o tempo e esta segunda-feira segue com muita nebulosidade. As chuvas retornam no decorrer do dia, mas as áreas de maior intensidade devem se concentrar entre a tarde e a noite.

Com Ricardo Valota, da Central de Notícias