Terreno da Ambev ou lixão?

Terreno da Ambev ou lixão?

Jerusa Rodrigues

23 de abril de 2013 | 18h03

Empresa defende sustentabilidade e desrespeita a vizinhança, reclama leitora

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação da leitora: “Ratos caminham pelo terreno,  o mau cheiro impregna toda a vizinhança e a sujeira toma conta,  reclama a leitora sra. Daniele Damiani, sobre o descaso da Ambev com  o seu terreno na Avenida do Ourives, 620, que está virando um lixão. “A Ambev simplesmente, finge desconhecer o problema”, acrescenta.

“Isso é respeito social com os moradores da região, negando-lhes o direito de viver em uma área limpa? É respeito ambiental deixar uma região da Mata Atlântica virar um lixão, poluindo o ambiente?” ironiza a sra. Daniele ao comparar a situação do terreno aos valores ambientais e sociais defendidos no site da empresa. “A Prefeitura de São Paulo e a Subprefeitura  Ipiranga simplesmente ignoram o caso, dizendo que o terreno é particular e não podem fazer nada!”

Resposta da empresa: A Ambev informa que entrou em contato com a consumidora para solucionar a questão apresentada.

A Subprefeitura Ipiranga esclarece que a área em questão é particular. A empresa responsável foi notificada para realizar a limpeza e manutenção do local e, caso o serviço não seja realizado no prazo legal, o proprietário será autuado.

 Réplica da leitora: Realmente a empresa ligou dizendo que tomará as devidas providências, porém, como tantas outras vezes, isso não se concretiza. A Ambev faz isso para dar “um cala boca” em nós, moradores da região, reclamantes do descaso e da invasão, mas nunca toma providência alguma, conclui.

Tudo o que sabemos sobre:

AmbevAvenida do Ourivesmau cheirosujeira

Tendências: