TAM demora 3 meses para reembolsar cliente

Jerusa Rodrigues

08 de agosto de 2013 | 18h30

Estou me sentindo roubado e desrespeitado, diz leitor sobre o Programa TAM Fidelidade

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação do leitor:  Participo do programa TAM Fidelidade e solicitei  o reembolso de um bilhete, no  dia 20/5, por e-mail,  de acordo com a sugestão do call center de  Londres. Deram-me um  prazo de 30 dias para a solução do problema. Quando o prazo expirou, em 20/6, depois de inúmeros telefonemas, reclamei  no Fale com a Gente da TAM. Inicialmente deram-me um  prazo de 5 dias para resolver a questão. No dia 20/7 responderam que ainda  havia solução para o caso  e toda a vez que eu ligo a informação é esta: “Vamos dar atenção especial ao seu problema. Ligue novamente daqui uma semana.” Exijo que a TAM me devolva as 30 mil  milhas pagas, o equivalente a mais de R$ 500  desembolsados na taxa de embarque, pois o voo era internacional. Estou me sentindo roubado e desrespeitado. Tenho a intenção de viajar em breve e cada vez que consulto o site da empresa o bilhete pretendido exige mais pontos. Realmente é um absurdo e um caso extremo de desrespeito ao consumidor! Osmair Rinaldo Pasti / São Paulo

Resposta: A TAM Linhas Aéreas, por meio do Fale com a Gente, serviço de atendimento ao cliente, entrou em contato com o sr.  Pasti para esclarecer a demora para a realização do reembolso de passagem. A companhia esclarece que o valor pretendido, referente à taxa de embarque, foi solicitado à administradora do cartão de crédito em 31/7. O valor estará disponível na próxima fatura.

Réplica do leitor: O problema foi solucionado. É sempre a mesma coisa, é preciso fazer uma  reclamação no jornal para eles  resolverem o problema. Nunca vou entender as empresas brasileiras, esperam chegar a um ponto em que o consumidor já não sabe mais o que fazer. Assim que ele publica algo em algum site, eles decidem resolver o problema. Na minha opinião pura e simplesmente falta de respeito!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.