Procon pede mais explicações sobre ketchup Heinz

Jerusa Rodrigues

20 de agosto de 2013 | 15h56

Empresa  é notificada por órgão de defesa do consumidor

Por Jerusa Rodrigues

A Fundação Procon-SP notificou a Heinz Brasil para que preste mais esclarecimentos sobre o recolhimento do Tomato Ketchup. O produto teve a comercialização dos lotes  2C30 e 2K04 suspensos pela Vigilância Sanitária, em 7 de agosto, por apresentar fragmentos de pelo de roedor.

Em nota divulgada hoje (20/8), o Procon pede explicações sobre a natureza do defeito e dos ricos que oferece à saúde e à segurança dos consumidores, assim como os procedimentos da empresa para reparar o defeito.

O consumidor que tiver a nota fiscal do produto pode trocá-lo por outro ou ser ressarcido no local da compra. Caso não tenha a nota, deve entrar em contato diretamente com a Heinz Brasil (telefone: 0800 773 7737, o e-mail sac@heinzbrasil.com.br e o site www.heinzbrasil.com.br)

De acordo com a Proteste Associação de Consumidores, a decisão da retirada de lotes do produto pela Anvisa foi tomada após 6 meses da divulgação de um estudo feito pela Proteste indicando o mesmo problema, ou seja, pelos de ratos no ketchup da Heinz.

Em fevereiro, de acordo com a  Proteste, para não retirar do mercado o lote contaminado observado no estudo, a Anvisa alegou que as análises tinham sido feitas por laboratório não oficial.

Leia a nota completa da Proteste.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.